Opostos ou similares se atraem?


Acabei de voltar do posto de saúde, onde levamos as crianças pra vacinação. Ao sair de lá me peguei pensando algo que seguidamente me ocorre: será que realmente são os opostos que se atraem?



A pergunta pode parecer boba, mas quando éramos recém casadinhos, íamos fazer rancho (compras no supermercado) e ficavamos tentando adivinhar quem era o par de quem entre as frutas, verduras, carnes, pães... A gente tinha criatividade e tempo até pra isso, hehehe, dá até saudade!



O engraçado é que raramente a gente errava. Algo traduzia a afinidade entre pessoas que muitas vezes estavam em pontos diferentes e que revíamos do outro lado do supermercado. Então hoje, no posto de saúde, entre aqueles pais que se dividiam, assim como nós, entre a fila da vacina para prevenção da pólio e a da gripe A, fiquei analisando como casais que pareciam harmônicos ao meu olhar de leiga estavam até vestidos num mesmo estilo, mais esportivo, casual ou elegante.



Aí voltou a pergunta que não quer calar: quem atrai mais e em qual situação?



Fiquei pensando que na paixão, podem mesmo ser os opostos que atraiam, é uma coisa que só química, pele explica. Mas que para o amor se estabelecer, precisa haver pontos de contato, coincidências, ou se preferirem, semelhanças.



No início, achava que nós éramos muito diferentes. Com o tempo, já teve quem nos achasse parecidos como casal, até já pensaram que fôssemos irmãos (ah, isso nãããão!), mas vejo isso como sinal da proximidade que eu e o Alemão conquistamos.



Falando em proximidade... Ontem fui dormir fardada com lingerie que lembra a copa do mundo; hoje, já convidei pro maridão contar quantos corações estão vibrando por amor a ele (na lingerie que estou usando) num cartão que coloquei em cima do computador junto com uma cueca bonitona; mandei ver no bom gosto pra ele se produzir bem lindo com a roupa que ganhou de dia dos namorados. Não gastei os tubos, mas fiz bonito.



Ele chegou agora da sua ida às comrpar pra me presentear, vamos ver o que ele está aprontando agora? - Conto mais amanhã! De preferência livre das cólicas!

OBS: não matei um panda, urso polar nem foca da Groenlândia pra fazer casaco... é pelúcia mesmo, não pareço a louca do casaco branco???!!!

2 pitaco(s):

Paula Betzold disse...

Ingrid... seu post demonstrou um amor sólido, seguro... cheio de companheirismo! Parabens!!! lindo, lindo! beijos

Tati Pastorello disse...

voltei aqui. Já tinha lido, mas final de semana aqui em casa o computador é muito disputado e eu acabo perdendo... Queria dizer que amei o texto e a foto, vocês já são do tipo "casal que se parece", acho mesmo que vamos ficando mais parecidos com o passar do tempo, vamos espelhando ações, jeitos e quando percebemos, nos assemelhamos. Isso é ótimo, só mimetizamos aqueles que admiramos, com os quais temos afinidades.
A foto está linda demais! Que casal, coisa de capa de revista!!!
Beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...