Amigos, simplesmente! - Blogagem Coletiva

Gente, é de gente que eu gosto. Seres HUMANOS, no melhor sentido que a expressão possa ter.

Tive oportunidade de conhecer nesses 35 anos, gente de todos os tipos, cores, credos, tamanhos... Tenho amigos que são de todas as idades. Fiz a seleção de imagens rapidamente, mas se (os filhos e deveres) deixassem, talvez faltasse blog pra colocar todos e tudo o que fazem que marca a minha vida de maneira singular.

Pensei em falar sobre os amigos de infância e adolescência, desde aqueles com quem dividia o arroz e feijão com banana e fazia chás das bonecas em panelinhas de plástico, aquela com quem dividi o peito materno, o quarto porque nascemos no mesmo dia e hospital, os que me fizeram crescer e superar muito da timidez que tinha, os que me desafiaram a seguir em frente quando deixamos de ser amigos, tem o meu irmão, que é muito mais que o cara com quem dividia o dormitório, os brinquedos e os pais... Mas escolhi falar especialmente de um colega que se tornou amigo e muito mais.

O Alemão eu conheci pelo apelido de Nikima; ele era veterano na faculdade e acho que chamou a minha atenção ao defender os bixos de Biologia dos veteranos do curso de Engenharia, que estavam pra lá de Bagdá e tentavam agarrar as gurias, que na Bio eram maioria, na época (1993). Acho que ele se incomodou muito e isso me fez olhar pra ele pela primeira vez.

Passado algum tempo, eu achei que ele estava colando de mim nas provas de matemática, que era uma disciplina meio perdida no curso e podia ser feita quando quisesse, não era pré-requisito pra nada. Então fizemos duas vezes juntos a disciplina, porque reprovamos juntos também.

Ele tentou que tentou me empurrar pra namorar amigos dele, mas não teve jeito, eu fui me encantando com o jeito dele e não me manifestei porque ele tinha namorada e eu morria de vergonha.

Ele se formou e eu continuei na faculdade, mas de vez em quando enviava cartões de natal, aquela coisa assim distante, mas às vezes algm amigo dava notícias dele. Quando estava quase terminando o curso voltamos a nos encontrar, lá no prédio onde eu morava com meus pais, já que a "ex" dele foi morar no mesmo andar que nós.

Desde então nós conversamos muito, mas eu achava que ele continuava namorando a moça. Na noite em que nos reencontramos fui pela primeira vez a uma festa à fantasia da faculdade e acabamos ficando juntos quase no fim da festa.

Nossa atividade principal desde então tem sido amizade, tão importante quanto o namoro, e acho que isso tem sido fundamental para que pudéssemos enfrentar dificuldades, desafios e até separação. Superamos insônia, angústias pelo futuro, infertilidade e até trabalhamos em alguns projetos juntos, o que nos permitiu crescer como pessoas juntos.



E também pudemos celebrar muitas vitórias, surpresas e alegrias, não apenas os aniversários das crianças... Por isso, como também estamos nos aproximando do dia dos namorados, queria dizer ao Alemão o quanto a sua amizade é essencial e me torna uma pessoa melhor. Porque sei que os anos passarão e nós teremos a amizade pra nos manter unidos em quaisquer circuntâncias que nos deparemos.

Não é facil, mas enquanto formos "simplesmente" amigos, continuaremos juntos e a vida será mais simples, porque descomplicamos tudo!

Te amo, Gato Félix!

9 pitaco(s):

Carol Garcia disse...

Ai...ai
tô suspirando...
que coisa mais linda!
amizade e respeito são a principal receita para que o amor dure muito tempo.
bjocas
carol
http://viajandonamaternidade.blogspot.com

Micheli disse...

Que lindo texto, adorei a homenagem! A amizade entre o casal é fundamental...!
um beijo.

Fala Mãe! disse...

Que lindo Ingrid, adorei! Tb conheci meu marido na faculdade, mas ele fazia engenharia, mas no caso eram as meninas da biologia que atacavam os engenheiros rs Linda sua história de amor e amizade, felicidades pra família de vcs!
beijocas e boa semana

shi disse...

Oieeee :) Eu passei pra te conhecer através da indicação da mãe mochileira :D Eu ainda não sou mamãe, mas tenho um bloguinho onde conto meu dia a dia. Passa lá pra conhecer tb ;)

Beijinhos,

Shi

Déia. disse...

Que coisa linda!!! Parabens pra vcs...
Ah tem selinho no blog pra vc.

Paulo Lima disse...

MAZAH! Eu sou eu, mesmo, não tem jeito... kkkk!
Beijo. Te amo de igual pra igual!

Paula Betzold disse...

Oi Ingrid, querida... que lindo seu post!
Obrigada pelo comentario lá hein!? beijos

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

Olá! ai que lindo Ingrid!!!
concordo que sem amizade,não tem amor que sobreviva..pq no incio tudo é laegria..mas no decorrer dos anos se não houver companheirismo,não tem paixão que sobreviva!!! é muito mais intenso o amor quando se tem a amizade!!!
parabens, desejo mt felicidade a vcs!!!;-)
bjão,otima semana!!!

gisele.artes disse...

q amor e q lindo! Parabéns Ingrid!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...