Festa Junina às avessas


Festas Juninas são uma marca da cultura brasileira interiorana, não é mesmo?

Pois aqui no Rio Grande do Sul desde que me conheço por gente a festa junina é uma coisa de maluco, tentando subverter o universo caipira em campo de ação dos gaúchos, como se nós fôssemos a referência pro resto do Brasil.

A música é nativista, os vestidos de prenda, os meninos vestem bombacha, calçam bota, usam camisa branca e lenço colorado. Não há casamento na roça, paçoca, pé de moleque nem cocada. O que vemos é um festival (mais recente) de brinquedos infláveis, túnel do terror (como assim???!!!), churrasquinho no espeto, arroz de carreteiro, cachorro quente, tortas, trufas, algodão doce e sagu com creme. - Me perdôem a ignorância, mais uma vez... Em que país vivemos?

Quando alguém que vem de outro estado questiona a validade de alugar ou comprar um vestido com saia de armação pra usar apenas em festas juninas, lá na escola da Lalá, a resposta já vem pronta: - O caipira gaúcho é gaudério, o peão de estância... HELLOWWWW!!!

Ou, ainda há a seguinte desculpa: - Mas será usada também (a pilcha) em 20 de setembro, uma economia!!! - Pra quem não lembra - não é obrigado a saber - em 20 de setembro comemoramos aqui no Sul o aniversário da Revolução Farroupilha, que durou 10 anos, empobreceu nosso estado e não trouxe grandes avanços em termos democráticos.

Trouxe, sim, o orgulho de ser gaúcho, que tenho muito. Sou apaixonada pela minha terra, mas não sou cega: acho que o excesso do ufanismo está cada vez nos tornando mais arrogantes e foi há pouco tempo que fiquei sabendo que o movimento tradicionalista não foi algo nascido naturalmente, mas importado da Argentina e do Uruguai, há cerca de 60 anos.

Então fica o meu protesto: adoro comemorar 20 de setembro e ver aquela galera enfileirada troteando nos pingos (cavalos) pelo estado todo, a cidade cheia de esterco de cavalo no asfalto (abafa o caso) e as celebrações. Já fui assídua freqüentadora de CTG mesmo sem trajar vestido nem nunca ter concorrido a primeira prenda, mas acho que devemos respeitar a cultura brasileira, já que dizemos sempre "eu sou brasileeeeeeirooooo, com muito orguuuuuulhoooo , com muito amoooooor"! - E sei que não é da boca pra fora.
Tá aí o meu motivo de fazer parte do côro de pais que batalham pela mudança dessa cultura não apenas na escola da Lalá.
(A imagem foi copiada de http://www.lilicatigoriguatemifloripa.wordpress.com/)

.................................................................................

No mais, a festa com chuva e tudo foi bonitinha, a apresentação das crianças foi como sempre emocionante pra cada família que viu seus pimpolhos firmes na convicção de fazer bonito nas danças, coreografias e brincadeiras ensaiadas com afinco.

Babei ao ver minha filha dançando de par com o coleguinha e já queremos logo trocar o vestido que a Lalá herdou da prima por um maior e mais clorido, já que esses durou 3 anos com ela e serviu superbem, mas pro próximo semestre não terá condições.

Logo mais vou postar a minha loira dançando, pra que vocês também curtam um pouquinho a minha linda.

Beijos, bom sábado - aqui chuvoso...

5 pitaco(s):

orvalho do ceu disse...

Olá,
Voltei de umas em MG e fiquei boba como lá se conserva o bom humor nelas...
Vale a pena!
Os pratos típicos de dar água na boca...
O respeito ficou valendo onde estava hospedada, foi ótimo!
Dancei quadrilha depois de quase 40 anos...
Bjs e muita paz interior pra vc.

gisele.artes disse...

Oi. Adorei o novo layout!!! Fomos e ficamos na festa até a 13 horas, tava chovendo muito, os brindes da pescaria- onde vai todo meu dinheiro- estavam super fracos e as crianças estavam cansadas- fomos ontem buscar meu marido no aeroporto as 11 da noite! As crianças dançaram as 11 horas da manhã, minha internet tá lenta e não está me deixando postar as fotos da apresentação. E concordo contigo q os gaúchos são super orgulhosos e não fazem a festa junina como deveria ser... tem q ser diferente do resto do Brasil!!!
Bem podemos marcar esta semana pra quinta ou sexta feira. Os outros dias estou cheia de coisas... a vida tá tão corrida e cheia por estes dias!!! bjos, gi
www.kidsindoors.blogspot.com

Chris Ferreira disse...

OI Ingrid,
adorei o novo layout.
Não sabia que a festa junina aí era diferente.
Quero ver a foto da loira na quadrilha.
Aqui tá um solzão.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Tati Pastorello disse...

Oi Ingrid, amei o novo layout do blog. Está lindo-lindo!! E adorei mais ainda sua reflexão. Fico feliz em ver gaúchos capazes de avaliar este ufanismo pelo RS. Não conheço sua terra, mas acho que deve ser mesmo um estado lindo e rico, só fico triste quando percebo um certo desprezo pelo resto do país. Enquanto torcemos por uma unicidade, por ruptura de fronteiras, por tornar nosso mundo menos país, menos fragmentado... Quanto menos segregação, mais amor!!
Estou ansiosa para ver Larissa em seu vestido de prenda!!
Beijos.

Anônimo disse...

Oi Ingrid!
Tu sabes q tenho uma amiga, Juliana, q tmb está indignada. Reclamou da escola da filha, aqui do Paraná, dizendo o seguinte: - Por que a escola inventa moda? Na festa junina a criançada deve ir vertida de caipira e dançar quadrilha! Roupa de cowgirl/cowboy e dança country é para americano ou Baile do Texas em Jacarezinho! E as tradições vão ficando esquecidas! Músicas como Capelinha de Melão, Pedro Antonio e João, Pula a Fogueira, etc. torcadas pelas da Shania Twain, fala sério!

Fala sério mesmooooo!!!!
Bjs Adri Trindade

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...