Eca!!! Virei a doutora bactéria?

Todas as sextas feiras eu cumpro meu ritual: deixo a gurizada na escola e vou bem pimpona pra terapia, no Hospital São Lucas da PUC-RS.  Naquele meio tempo entre assinar a guia do plano de saúde e ser atendida, às vezes passo no sanitário, sabe como é, a gente precisa se precaver, afinal quem fala pelos cotovelos não pode perder 1 minuto!

Pois hoje, mais uma vez passei na "casinha" e reparei novamente, não deu pra fingir que não vi... Como os médicos, enfermeiros, técnicos, funcionários de hospital são PORCOS!!! Não lavam as mãos direito, usam o jaleco na rua, fumando, ou vão comer na lanchonete, vão passear pelas ruas cheias de materiais poluentes no intervalo com a mesma roupa que depois vai pra dentro de locais que deveriam ser assépticos, como consultórios, emergências, ambulatórios...

Hoje disse lá pra minha médica: - Que nojo de ser atendida por alguns dos profissionais daqui, deu até medo vendo tua colega lavar as mãos daquele jeito!!! - Ela deu uma baita gaitada (risada) e disse que isso é coisa de biólogo... dã, dã, dãããã... e ainda me chamou de "doutora bactéria"!


Será que me preocupo demais, sou cricri ou o nojo é algo coletivo e que ninguém costuma manifestar?

10 pitaco(s):

Tati Pastorello disse...

Ingrid, você está muito certa, querida! Absurdo é um médico não se preocupar com higiene. Um veterinário achar que pode dividir comida com o cachorro ou gato no mesmo prato... Tudo isso é despropositado. Não faz sentido um profissional estudar tanto e negligenciar medidas simples.
Há exageros no Dr Bactéria, mas lavar as mãos e retirar jalecos antes de sair, em especial para comer, é o mínimo dos hábitos básicos de higiene.
Porcos, sim!
Beijos.

Ju disse...

Jesus...que medo dos profissionais de saúde. afff, eu não sendo biologa nem nada tb repararia...afinal sou mãe.que mundo pros nossos filhos , nã?
beijim

piscardeolhos disse...

hahahahahaha
posso te falar?
desde que virei mãe vejo bactéria em TUDO, olha que loucura!
tá, só pra vc eu vou contar: desenvolvi uma técnica de abrir portas e digitar senhas sem usar as pontas dos dedos.
interna?

Carol Passuello disse...

Ai que nojo menina! Pela resposta da tua médica, acho que ela também não lava as mãos, hehehehehe.

Outra coisa: como vai funcionar a blogagem coletiva? Tem alguma combinação do tipo citar os outros blogs, ter um tema específico... Com dois bebês, não posso deixar o post para a última hora!

Se tu és a Dra Bactéria, sou a Dra Organização, hehehe.

Bjs

Déia. disse...

Eu to com você fico chocaaaaaaaaaada quando estou na "casinha"do trabalho e vejo a mulherada sair sem AO MENOS lavar as mãos. Que nojo!!! E medico entao!?!?!! Ah nao... depois que Matheus nasceu fiquei mais preocupada ainda com limpeza. Principalmente em banheiros (públicos ou nao). Nao consigo chegar em casa e nao correr ao banheiro para lavar minhas mãos.
ECA.

Carol Garcia disse...

Ingrid,
acabei de ter um surto ao entra no banheiro aqui do trabalho...
num momneto achei que tinha me teletransportando pra rodoviária ou praça pública mais suja da cidade.
inacreditável!
agora imagina qdo falamos de profissionais da saúde?
Aí não dá né? Eles deveriam ter o mínimo de higiene.
Aqui é igual viu....
bjocas
carol
http://viajandonamaternidade.blogspot.com

pensandoemfamilia disse...

Bom dia

Vc tem razão, presenciamos na sociedade tantos hábitos "nojentos". Parece impossível que na área da saúde a falta de limpeza também impere. Mas isto acontece, e como promove infecções hospitalares. Eu quando tive minha primeira filha, há 31 anos, não morri, porque não estava na hora. Hospital conceituado e tive uma infecção bárbara.
bjs

gisele.artes disse...

Eu tb acho q jaleco era pra ser uma coisa super limpa e ficar restrito ao consultório, mas parece q é sinonimo de "estatus". hehehe! Olha sou médica! Olha sou enfermeira! Eu penso quando vejo: olha estão trazendo as bactéiras de dentro do consultório pra rua!!! E levando as daqui pra dentro!!! Não sou muito neurótica com sujeira, acho q vitamina "S"(ujeira) é um mal necessário para a crainça sobreviver neste mundo, mas o pessoal da medicina anda muito relaxado - generalizando, claro. Sempre tem os limpinhos!! abraços, gi

Chris Ferreira disse...

Oi Ingrid,
para mim o jaleco era justamente para ser uma roupa limpa e não ser utilizada nas ruas.
Quanto a higiene das mãos isso é o básico do básico.
Jesus, espero que esses casos que você relatou sejam isolados e não reflitam a mairia. Será que estou sendo inocente?
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Lua Ugalde disse...

Nossa, é uma pena ver que cada vez mais os médicos têm se tornado negligentes no que diz respeito à imagem de higiêne que deveriam passar. Se deixarmos de confiar nos profissionais da saúde quem poderá nos ajudar? O Chapolim Colorado por um acaso???
rsrsrrs
Não fique preocupada, acho que mtas pessoas notam essas coisas, mas acabam escolhendo ficar calada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...