Saúde: no inverno, todo cuidado é pouco!


O inverno é uma época meio estranha: o frio faz a gente querer se recolher, ficar mais em casa encolhida, preguiçosa mesmo. O clima, aqui no Sul, é meio nojento. Quem gosta pra caramba é o povo que trabalha com turismo, porque vem gente de todos os lados na esperança de conseguir ver uma neve cair.

Umidade, gente encerrada em casa, ou escola, escritório, automóvel... Mudanças bruscas de temperatura na saída do banho e as soluções criativas como espiriteiras, aquecedores dentro dos banheiros que os riscos acompanham.

Nasci no inverno e fico pensando no quanto deve ser complicado dar banho num serzinho pequeno e que perde calorias facilmente. Como meus filhotes já estavam mais "taludinhos" nos invernos, resistiram melhor, mas sofrem com as temperaturas variando tanto.

Ontem chegamos a Porto Alegre e estava marcando 28°C no termômetro da rua. Hoje, deve estar uns 15°C... O Caio está ranhento. O termo é esse mesmo. Sai muco pra caramba pra quem quiser ver. O pediatra é supercriterioso, não dá remédios à toa. Mas é tanto ranho, tanto, que acabamos entrando nos malditos corticóides.

Agora alguns cuidados que nossos avós costumavam ter e repetem até hoje estão sendo questionados; pés descalços, por exemplo, não são tidos mais como vilões e pegar a famosa "friagem" nem é tão problemático assim.

Já notei que quando o clima está meio malucão como agora, as crianças sofrem mais com isso, ficam com olheiras, congestionadas e tossem, com reação alérgica. Já se a temperatura é continuamente fria ou quente, ficam bem.

O que fazer com isso?

# Arejar a casa pra evitar a umidade e a concentração de ácaros é uma dica que todos os médicos dão. Usar roupas de cama após lavar, se ficaram muito tempo guardadas, é interessante.

# Evitar ambientes úmidos e o uso dos famosos vaporizadores também é importante, porque a umidade se concentre depois é difícil secar as paredes dos quartos.

#Brincar no vento não é problema, dizia a pediatra de SP, desde que as crianças estejam com extremidades protegidas e não sintam frio.

# Ficar com o corpo suado de tanta roupa é muito ruim; o negócio é agasalhar para ficar confortável, e não gotejando.

# As dicas que foram dadas para prevenção da gripe A no ano passado continuam valendo para que outras doenças como conjuntivite, resfriado,gripe comum e outras não passem tão perto de todos nós continuam valendo: lavar as mãos com cuidado, evitar espirrar sobre as mãos, mas caso aconteça, lavar as mãos em seguida é fundamental. Também cuidar para não esfregar os olhos e nariz, mas limpá-los com papel absorvente ao invés disso.

# Finalmente, alimentos ricos em vegetais como sopas são uma boa pedida pra aquecer o corpo e repôr as calorias gastas pra manter o corpo inteiro diante das baixas temperaturas. E uma forma gostosa de introduzir alimentos mais nutritivos na dieta da família.

* A foto foi copiada de www.gramado.rs.gov.br

4 pitaco(s):

Mamma Mini disse...

Achei super seu post, sabe que temperatura sempre foi a maior desavença entre eu e meu marido em relação ao meu filhote, até que vi o pediatra falando: o que deixa seu filho gripado ou resfriado é o vírus e não o pé descalço ou o vento... mas demora pra gente se desprender, hoje em dia não agasalho muito, deixo ele super confortável e andar desacalço e tomar água gelada desde sempre... como moramos em sp o clima é uma merrrrrrrrrrrrr mas quando vamos para o campo, mesmo se ele estiver "ranhento" rs volta melhor... é incrível como ar puro faz toda a diferença...
melhoras pro filhote aí, e passando o inverno eles aproveitam mais né? hoje em dia nem a gente resiste as mudanças de temperatura e a poluição... beijos!

Tati Pastorello disse...

Ingrid, já estou nos costumes de inverno. E não ria, que carioca DETESTA frio, ok? Mas não tem jeito, muda a estação e criança cai... Febre, coriza (que ainda está clarinha, mas temos que cuidar), voz rouca, tosse... Ai, torço logo para que o inverno acabe! Adoro a estação, mas filho doente é de lascar!
Boa sorte com seus pequenos. A Larissa já passou da fase, né?
Beijos.

Chris Ferreira disse...

Oi Ingrid,
é friozinho dá a maior vontade de ficar em casa encolhidinha só comendo brigadeiro. Eu nasci no verão, a minha filha mais velha nasceu no verão e a mais nova nas em Junho mas estava um calorzão aqui no Rio. Lembro que tive que sair para comprar roupinha de bebê para ela porque só tinha roupa de frio.
Suas dicas foram ótimas.

Ah, tem selinho para você lá no blog. Se quiser dá uma passadinha para pegar, tá?
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

gisele.artes disse...

Tem um selinho de blogueira amiga pra vc tb lá no meu blog. Bjos, gisele

www.kidsindoors.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...