Dia do Meio Ambiente: ambiente pela metade, quem quer?

Hoje é um dia mais que especial. Aniversário da Vovó Titita, minha mãe, já diz muito. Ela é especial em muitos sentidos e me ensina diariamente sobre muitas coisas que nenhuma faculdade seria capaz.
Su grata a ela pela paciência, pelo carinho, pela dedicação... Mas algo em especial foi ela que semeou em nós, seus filhos - tenho certeza de que posso falar pelo Max - a gostar e valorizar a natureza.

O gosto pelo contato com a terra, colocar os pés na grama, observar as formiguinhas (acho que é hereditário, pois o Caio adora!), contemplar agradecida o pôr-do-sol, são coisas que me fizeram sempre querer conhecer e entender melhor o ambiente em que vivo. Já meus filhos não têm o mesmo contato que eu tinha com animais e plantas, pois vivemos numa cidade que ficou maior, mas não conseguiu manter o mesmo padrão de arborização e, com boa parte da vegetação nativa tendo sido reduzida para dar lugar às construções, os animais nativos também estão procurando outros locais para viver, mas muitos deles morrem nessa procura dentro do ambiente urbano.

Num dia como o de hoje, me preocupo com o código florestal,  com a disputa pela posse da Amazônia que nós brasileiros parecemos não perceber e, portanto, não preocupamos com isso... Me ocorre que a velocidade do andamento dos projetos de tratamento de esgotos para tentaros despoluir grandes rios não seja suficiente para que nos sintamos mais leves e achemos que baste ensinar as crianças a não jogar lixo no chão para que fique tudo 100%.

Precisamos de educação de verdade para que nossos filhos possam conhecer para aproveitar sem detonar, entender e valorizar a natureza.

Ela tem pedido por isso silenciosamente...


Imagem: Traços do que vejo






"Se os rios e as florestas morrerem, os homens também perecerão de modo parcial. Todos nós somos Natureza, somos vida em abundância" (Hammed).

2 pitaco(s):

Um espaço pra chamar de meu disse...

Oi,querida!Feliz aniversário para sua mamãe, como aprendemos com elas...
A minha tbém sempre nos ensinou este contato, tinhamos hortinhas em casa,em dias de chuva era certo ela ir ajeitar a terra...sempre teve muitas plantas e ainda tem...
Grande beijo pra ela,Ingrid.Fiquem com Deus!!!

Lua Ugalde disse...

Seria mto bom se todos educassem desde pequenos seus filhos para,ao menos, não ajudar a destruir ainda mais nossa natureza. Costumo falar que até pra ser egoísta temos que pensar no coletivo. Se Eu quero viver bem e ter qualidade de vida, é necessário tirar os olhos do meu umbigo e olhar ao redor, arrumar as coisas que nos rodeiam pra poder ficar bem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...