O pediatra vai até você?

Essa semana, quando estava saindo do supermercado, vi que havia um estande da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul e alguns médicos meio sem-graça, tímidos mesmo, perto dum bonecão chamado Gauchito por lá. Destoavam do ambiente, embora estivessem num local onde costumeiramente temos Papai Noel, Coelho da Páscoa e demais figuras simpáticas a todos nós, adultos e crianças, que circulamos pelo local.

Fui atrás de saber do que significava aquilo. E fiquei sabendo que a SPRS está tentando aproximar os médicos de seus pacientes através da Campanha de Valorização do Pediatra.
Engraçado pensar sobre isso se tratando de um profissional que não apenas tem um destacado status na sociedade, mas também cuja importância parece óbvia para quem tem filhos.
O pediatra é o médico que estuda, além do tempo de curso básico de medicina, a saúde da criança e do adolescente. Ele é familiarizado com vacinas, doenças, além de lidar com a inexperiência de mamães e papais de primeira e múltiplas viagens.

Puericultura é a parte da medicina preventiva, então nela o pediatra é fundamental: aleitamento materno, orientações sobre como proceder diante de acidentes, orienta comportamentos para que haja um desenvolvimento pelo e saudável. E no trabalho curativo, é a ele que devemos procurar. Até porque auto-medicação as crianças não fazem, somos nós que bancamos os médicos, de vez em quando.

O grande diferencial de um pediatra é que diferentemente de outros especialistas, ele não olha para conjuntos de órgãos separadamente; o indivíduo, criança ou adolescente, é visto como um organismo completo e singular, sendo tratado como um todo e diferente dum corpo adulto.
Um pediatra de confiança é um grande aliado. E não existe profissional perfeito, assim como não devem existir pacientes perfeitos. Mas unidos, podemos tirar melhor proveito de todos os cuidados e consultas que temos.

Antigamente a postura dos médicos em geral era de autoridade diante do paciente. Hoje em dia o seu comportamento é de escutar atentamente o que a família leva e o pediatra une esforços  com a gente para que o principal interessado seja atendido da melhor maneira possível: com qualidade de vida como objetivo.

Não basta mais conhecer doenças e medicamentos; isso tem no Google, não é mesmo?!

A visita ao pediatra é o estabelecimento de um relacionamento; e se isso não está satisfazendo, assim como em qualquer outro relacionamento, ele pode ser rompido e procura-se outro que realize o desejo de contar com alguém de confiança. Assim, como encontrar um bom pediatra?

- Indicações de amigos e parentes: pergunte por que confiam no médico.

- Procure o site da Sociedade Brasileira de Pediatria, para ver se o doutor é especialista (título obtido através da prova realizada por esta sociedade), após ter feito residência ou pós-graduação.

- Veja se o plano de saúde o tem na rede credenciada. Facilita muito, já que médicos não credenciados significam um incômodo de ter de correr atrás de reembolso.

........................................................................................................

Faz tempo que quero dizer isso: mais do que apóio a campanha abaixo. Assine o Manifesto pela Valorização da Maternidade.
Acesse Grupo cria






6 pitaco(s):

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

Oi Ingrid!!!menina..nem me fale que to orfã de pediatra..a do Enzo era maravilhosa..confiava nela ate d eolhos fechados..e eis que um dia descobri que ela não atende mais o plano de saude dele..essas intrigas eternas de medicos e planos e etc..uma pena..
;-(
a minha sorte é que as consultas dele não sao mais rotineiras..mas doi meu bolso..rsrsrs
bjãao,otima semana e amanha ponho o resultado do sorteio..

Fatinha Estrela disse...

Oi lindinha ví seu blog e fiz uma visitinha rápida mas gostei muito de tudo q ví por aqui e já estou te seguindo . Bjssss e tudo de bom

Nutrição e Cia disse...

Uma vez o pediatra da minha filha me disse que quando colocaram entre o pediatra e o cliente o plano de saúde tudo mudou. Ele é pediatra há anos e teve que ir se adaptando aos planos de saúde. Perdeu alguns clientes, sim com certeza. Bjs

Di disse...

Gosto tanto do pediatra da Rebeca que troquei de convenio mas não troquei de medico.

Kah disse...

Ainda não encontrei um BOM pediatra para a Juh. Por enquanto, todo mês consulto com um novo pediatra e sonho em encontrar um que atenda as minhas expectativas.
Beijão

Ministério da Saúde disse...

Olá blogueiro,

Dê ao seu filho o que há de melhor. Amamente!

Quando uma mulher fica grávida, ela e todos que estão à sua volta devem se preparar pra oferecer o que há de melhor para o bebê: o leite materno.

Apóie a Semana Mundial de Amamentação. O leite materno é o único alimento que o bebê precisa, até os seis meses. Só depois se deve começar a variar a alimentação.

A amamentação pode durar até os dois anos ou mais.



Caso se interesse na divulgação de materiais e informações sobre esse tema, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br

Obrigado pela colaboração!

Ministério da Saúde

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...