Teses (com ou sem fundamento) sobre casamento - parte 1

Tem tempo que observo a minha vida e a alheia, é a mais pura verdade. Algo que nunca pensei que fosse acontecer era me juntar a amigas num encontro entre casais, pra ficar falando mal do marido. Achava o cúmulo. 


Com o passar do tempo, me peguei pensando as mesmas coisas que já tinha ouvido nessas ocasiões e em conversas com amigas mais próximas sobre a vida a dois notei que geralmente cai-se no lugar comum e permanecem algumas idéias constantes sobre relacionamentos dos casais.




As queixas deles:

  • As mulheres são todas iguais.
  • Nunca o que eu faço é bom o suficiente.
  • Após o nascimento dos filhos, elas deixam de ser sexy.
  • Não é minha culpa se ela não vai malhar com as amigas há 3 meses. 
  • Ela não percebe que quero ter um tempo só pra mim quando chego do trabalho, faz cobranças e não estou com cabeça pra ficar mais do que 10 minutos com as crianças.
  • Ela sempre reclama que as responsabilidades aumentaram e que não percebo tudo o que precisa ser feito por causa dos filhos.
  • Os filhos viraram prioridade delas. Não sobra mais tempo pra mim!
  • Programas em família (a dela) são obrigação.
  • Elas não crescem, são imaturas.
  • O tempo fez desaparecer a iniciativa e a criatividade dela, especialmente para o sexo. Ficou algo automático.
  • Ela ficou acomodada.

As queixas delas:
  • Os homens são todos iguais.
  • O que eu faço nunca é bom o suficiente.
  • Não é minha culpa se ele não vai pro futebol com amigos há 3 meses.
  • Após o nascimento dos filhos, eles deixam de ser sexy.
  • Ele não compreende que preciso de um tempo só pra mim e que nunca acontece quando chego do trabalho - nem depois de as crianças dormirem, pois estou acabada.
  • Ele sempre reclama que as responsabilidades aumentaram e que não percebo tudo o que precisa ser feito por causa dos filhos.
  • O trabalho virou prioridade. Não sobra tempo nem pros filhos, nem pra mim!
  • Programas em família (a dele) são obrigação.
  • Eles não crescem, são imaturos.
  • O tempo fez desaparecer a iniciativa e a criatividade dele, especialmente para o sexo. Ficou algo automático.
  • Ele ficou acomodado.


Bem, se isolados o homem e a mulher pensam as mesmas coisas sobre um relacionamento que é dos dois, por que não conseguem dizer isso um ao outro e transformar juntos?
Isso dá pano pra manga!


9 pitaco(s):

Kah disse...

Como você disse, a falta de diálogo é a culpada!
Aqui em casa vez ou outra rola um monólogo de dois, sabe como é? hahahaha Tipo ele fala, eu falo e nenhum dos dois escuta o outro. Tem vezes que concordamos e continuamos discutindo. hahaha Aí, aí, quem disse que se relacionar é fácil??
Beijão!

TATA... disse...

sempre digo que casamento tem que ser feito de dialogo e transparencia... ser sincero é fundamental!!!
falo tudo... e sempre questiono!!!
bjs

Juliana Dalzoto disse...

É, Ingrid, casamento não é fácil! Aliás, nenhum relacionamento é fácil, porque as pessoas são diferentes umas das outras!

Eu tb muitas boas intenções aqui em casa, mas muitas vezes, embora o marid esteja do meu ladinho e olhando pra mim, tenho a impressão de estar falando sozinha :(

Mas a vida é assim, neh, altos e baixos e a gente no meio tentando se equilibrar. E o sucesso do casamento depende dos dois, quando caminham juntos, um cede aqui e o outro um pouco ali, a coisa flui!!

Beijo beijo e uma ótima quinta feira pra vc ;)
Ju

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

hahaha..to rindo aqui com a foto.. ;-P
Mas pior que em relação as criticas..sao essas mesmo..de ambas as partes..sera que minha avó estava certa ..e que a velha " só muda de endereço" tb????
ai ai ai... o negocio é não perder a esperança!!!
rsrsrs..
Bjão,otima quinta! ;-)

Desconstruindo a Mãe disse...

Depois desse post rolou um papo, aqui, porque o marido leu e achou graça, mas quando começou a fluir, ficou pasmo... A conversa nos trouxe lembranças de nós dois em outras épocas, de amigos que nem vivem mais juntos, de amigos na atualidade...

O bom foi que a gente conseguiu listar de cabeça o que temos de bom juntos e nenhum de nós teve saudades de solteirice nem de estar sem os filhos!!!

Sarah disse...

Muito bom o post! Realmente, não é facil se relacionar e manter esse relacionamento de forma bacana e prazerosa para os dois. Eu mudaria uma das queixas femininas: "Após o nascimento dos filhos, eles deixam de ser sexy e... românticos". Jantarzinho, presentinho fora de hora, flores... só beeeem de vez em quando! kkkkk!
Bem legal vcs terem conversado e chegado à conclusão juntos de que a vida atual é melhor que a solteirice!!
beijo!

Di disse...

Aiaiai Eu vivo uma realidade esquisita. Reclamo de tudo isso, mas ainda tenho o homem perfeito do meu lado. Sera que sou cega, doida, acomodada? Ou sera que alem dessas reclamações eu vejo ele chorar por não saber o que fazer pra melhorar, trocar fralda, dar comida, banho, colocar pra dormir, são um prazer.
Aqui em casa temos quadro branco na cozinha, de recados. Tive a idia agora de todos os dias, cada um tem que escrever algo bom do outro ali. Sera que vai ajudar? Depois eu conto! ^^

Ingrid, eu comecei o tratamento mesmo, em 2003, e ele seguiu initerrupto, praticamente pois teve uma gravidez que não se concluiu no caminho) ate engravidar, em janeiro do ano passado. Fiquei a grsavidez toda sem medicamento, e as ultimas semanas sem terapia tambem. Retomei a medicação, devagar, depois que minha filha fez 2 meses e eu parei de amamentar, e a terapia ainda não deu pra voltar. Por motivos financeiros apenas, essas coisas estão mais lentas do que deveriam, mas o tratamento é grdativo, é so ter paciencia e não parar.

Nutrição e Cia disse...

Acho que relacionamentos em geral não é nada fácil temos que seguir o mesmo caminho mais cada um na sua estrada paralelamente. Somos seres individuais e seguir no casamento juntos não é nada fácil.

O Burro que chora disse...

Estou casada pela segunda vez e digo a seguinte frase:
Casar a primeira vez é um sonho, a segunda é uma esperança e a terceira é burrice mesmo...
Tem um post no blog sobre casamento, que fez o burro chora...
http://burrochora.blogspot.com/2010/07/o-suficiente-para-alguem.html

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...