"Você deveria abrir um consultório" e outros pequenos fatos cotidianos

Hoje dei uma fugidinha do trabalho antes que viesse o temporal prometido - que não veio - e fui fazer as unhas, pensando em estar "ajeitadinha" para amanhã, aquele grande dia em que, após 11 da defesa do mestrado, vou voltar aos bancos escolares na UFRGS.

Achei que fosse ficar extremamente nervosa por causa desse retorno, já que tive alguns problemas que me  marcaram profundamente no encerramento da dissertação e, a partir disso, nem queria pensar em voltar a isso. Era um tema que causava angústia, irritação profunda, embora todo o processo de ingresso, aprendizado, estudos do mestrado tenham sido fantásticos e tenha conhecido gente fabulosa, outras que por si só dariam uma tese sobre o ego no meio acadêmico também.

Ao contrário do que pensava, o dia de hoje, que está quase acabando, foi tranqüilo. Na verdade, está sendo um caminho bem bacana esse que começou no momento em que voltei a fazer terapia. Tem gente que acha que isso é frescura, coisa de quem não tem com o que gastar ou amigos com quem contar, mas eu garanto que minha vida está mudando muito desde que comecei a escrever este blog e com a desconstrução de forma verdadeiramente analítica, com uma profissional competente e que conseguiu perceber o que nenhum outro médico conseguiu ver antes.




Imagem: http://webmail.cook.k12.ga.us/



E com ela pude rever fatos, ter novos olhares sobre as antigas situações. O engraçado é que, falo com ela sobre tudo que, em tese, eu sei muito bem como lidar. Mas que muitas vezes embolo no meio de campo, nos pequenos fatos do dia a dia. Dramalhões sobre questões pífias, excesso de zelo com coisas banais, medos bobos, falta de coragem... Engraçado que costumo ser vista como boa conselheira e hoje até ouvi no salão de beleza que deveria abrir um consultório. Na mesma hora comentei: - Aconselhar sobre a vida alheia é uma barbada...

E meter o bedelho na vida alheia realmente parece que é a especialidade do ser humano, não é mesmo?! Mas tem algo além disso: tem gente que lucra muito com a boa-vontade dos outros. E nisso eu não cheguei a cair mais de uma vez, mas fica a dica. Dramas e campanhas estão correndo soltas por aí...




Imagem: http://www.awmueller.com


Pois bem, vou falar uma coisa e espero que não seja vista como grosseria com quem não merece: andei dando bola para pessoas que considerei boas amigas na web. Me diverti, ri e chorei com elas, da mesma forma que aconteceu com várias amigas que tive desde a infância. O negócio é que tem gente que abusou ou fui eu que baixei a guarda, com a minha porção Pollyana que insiste em se fazer presente.

Só que cansei. E acredito que uma das coisas que tenho aprendido com esse tempo de web e com o caminho rumo aos 37 anos é fazer um filtro (talvez pelas lambadas, pelos plágios), mas confesso que em alguns casos em especial fui puro coração e estou vendo que as máscaras podem cair e que isso acontece com mais facilidade do que imaginava.

Por isso, em homenagem a essas pessoas, aqui está o selo de fim de nosso contato:







Desejo sorte, luz, paz de espírito para que não vá precisar de voduzar a vida de mais ninguém...

28 pitaco(s):

Tuka Siqueira disse...

Ingrid, tu és uma dama, uma lady,uma diva! Deste um passa-fora com muita classe e elegância.

bjs

Roberta Berrondo disse...

Guidi,

Se melhorar estraga... perfeito

Cris Guimarães disse...

Classe, realmente, a gente vê por aqui...

Outro dia mesmo citei os vampiros com quem deparamos durante a vida, daqui de fora e virtual. A receita é muito simples: não dar bola. Com o tempo, eles mesmos se tocam que não vai sair nada dali e procuram outra vítima. Porque para existir um parasita tem que existir um hospedeiro.

Fê Iasi disse...

Excelente post gaucha! Só não leva teu selo quem não entendeu, ou "faz" que não entendeu... A "esperteza" dos que se acham acima do bem e do mal faz com que fiquem cegos, ou não...
Bjo!

vanice disse...

Muito diva,até pra dá passa fora...Arrasou!!!
E que vistam a carapuça!!
bjo!

Fanny Barbosa disse...

bonito o texto, e com o tempo passamos a ficar "espertas" pra esse tipo de gente que só que lucrar em cima da gente!

Silvia Azevedo disse...

Ingrid, querida, fazer terapia é uma maravilha! Ah, como sinto falta...

Quanto à rescisão de contrato com algumas pessoas, embora não saiba quem sejam, se te fazem mal, com certeza tomou a melhor atitude.

Beijocas!

Pequenos Mimos disse...

Engraçado né decepções com pessoas também acontecem no mundo virtual, não é um "privilégio" do mundo real, mas vivendo e aprendendo, nesse meio também encontramos muita gente boa, amigas para levar a vida toda.
O que não for bom é descartar e deixar pra trás, seguindo em frente sempre.
bjs

Graziela Sales disse...

Oi amiga
Voce tem que fazer o que acha que é certo mesmo, faça terapia sim, faça o que for necessario para voce ficar de bem com a vida e não ligue para certos comentarios, infelizmente é inevitavel.Conte comigo sempre.
beijos
maede4princesas.blogspot.com

Mon Maternité disse...

Esse mundo virtual é estranho ... a gente não conhece pessoalmente mas se apega com algumas pessoas e sentimos um "amor" como se fossemos amigas de infâncias, daí, um dia, a gente se decepciona de tal maneira, muita mais intenso que se fosse ali, cara a cara! Não sei se é porque estamos num universo materno, onde a gente confia e gosta verdadeiramente do outro e acha que é recíproco ... que engano!

Siga em frente com suas convicções ... é o melhor, sempre!

Beijos, Má
www.monmaternite.com

Andréia Sales disse...

Querida faça o que for melhor pra você.
Nós estamos aqui na Blogosfera pra te dar todo apoio que precisar.
Bjks
Andreia
www.cantinhodosam.com
http://makeviagem.blogspot.com/

Um espaço pra chamar de meu disse...

Oie, adorei o post,só ñ vi o selo,pois estou na faculdade... ô diliça!!!
Parabéns pela volta!!!
Eu vou precisar fazer análise por conta da faculdade, mas acho que independentemente disso eu iria procurar sim, estou vendo que é uma coisa boa, estou quebrando alguns paradigmas...
E estou aprendendo tbém a ver quem é quem no mundo real e no virtual...é isso,amiga!!!Grande bj!!!Vc é diva sempre!!!

Chris Ferreira disse...

Oi Ingrid,
que bom que está sendo tranquila.
Eu sou totalmente a favor da terapia, aliás eu sempre que preciso peço esse tipo de ajuda. Estou até com um post na cabeça sobre isso: quando pedir ajuda, ajuda.
É, o povo gosta de colocar o bedelho na vida alheia, e como gosta.
Você sempre inteligente nos seus posts. Amei.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Luma Rosa disse...

Decepções sempre temos com o ser humano, na web ou na vida real. Na blogosferea é mais fácil de identificar os vampirinhos, pelo menos para mim com 10 anos de blogues. Dessas meninas tagarelas, estou fora!! Boa sorte!!

Nanci disse...

Lady, diva, classuda. Se a terapia faz tudo isso acho que vou procurar tb... Espero que essas pessoas sumam de vez, vc merece bons amigos, pq é uma pessoa que só traz paz! Mil bjs e sai pra lá vodu. Como dizia o Pica Pau: Vodu é pra Jacu...

Daniela Castro disse...

É a vida... vivendo e aprendendo a viver. bjos e sorte aí!

Aline Gago disse...

Nossa Ingrid,
Que chato isso.
Vou ser sincera, estou totalmente apaixonada pela blogosfera materna e espero não me decepcionar.
Vamos em frente.
Beijinhos
Aline Gago

Anelize disse...

Coisa chata isso...
Acho que é a gente mesmo que acaba dando liberdade demais e se dá mal...
Você soube dar seu passa fora com muita educação
Estás certa.
Se mantém as pessoas que nos fazem bem. Ponto

Bjs

JACK ROSA disse...

OLÁ AMIGA BOA TARDE, DEI UMA PASSADINHA POR AQUI PARA AFZER UMA VISITINHA BJKKS JACK ROSA

Bete Strøm disse...

Quando moramos fora parece que nos sentimos mais carentes, talvez pelo fato de estarmos distantes da familia, dos amigos... Eu me decepcionei muito com amizade aqui na net, pessoas que eu considerei mais do que virtual, mas que me viam, meramente como um maquina, um robo que vive atras das paginas social, esquecem que quem senta aqui e um ser humano, uma pessoa que tem coracao, sentimentos e amizade---Deixei pra la...Viver eh melhor.... Vou mandar o seu selinho para algumas pessoas tambem....bjs

Bárbara Barreto disse...

Me identifiquei DEMAIS com esse seu post...
Já me decepcionei muito, espero que eu consiga "melhorar" e não sair por aí abrindo a minha vida pra quem não merece compartilhar dela.
Beijos,
Bárbara
www.babydicas.com.br

Diário da mãe e da filha disse...

Ai que chato, vivendo e aprendendo, né?

Beijos
Lilia

Graziela Sales disse...

Infelizmente nós temos que conviver com pessoas criticas e negativas, mas faz parte. Não ligue para isso.
beijos
http://maede4princesas.blogspot.com.br/

Débora Nunes disse...

Já passei pelo mesmo que vc viu amiga?! Fazer o que né?
Mas estas mais que certa em dar esse selinho de presente para pessoas desse tipo!

Beijos
Débora

Cléo disse...

Cada dia nos surpreendemos e aprendemos com as atitudes das pessoas, mas o que importa é nossa essência, unica e ninguém tira ou copia. Beijos
Cléo
http://www.eueosgemeos.blogspot.com.br/

Mãe Mochileira,Filho Malinha disse...

Oláaaa! voltei e vim matar a saudades das leituras amigas!! :)
Beijao,Ingrid...autenticidade é tudo,e isso vc tem de sobra!! Beijão!

Elaine Correa disse...

decepçoes fazendo parte da nossa vida,mas nos fazendo crescer como pessoa!
Bj*

Kaka Barcelos disse...

Ingrid,eu adorei o post,transparente,cheio de sinceridade e principalmente sem mascara alguma!
Grande mulher vc!!!
Beijos
kaka

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...