Eu confesso

"Um amigo não racha apenas a gasolina: racha lembranças, crises de choro, experiências. Racha a culpa, racha segredos". (Martha Medeiros)
 
Nesse momento em que abro meu coração para as amigas e os amigos, estou me dando um presente pelo dia da amizade. Porque a gente merece se presentear com o que pode nos fazer mais feliz, não apenas com objetos lindos e caros, embora isso também nos encha os olhos.

Não vou fazer grande mistério... Tá bom, gente, eu confesso: está na hora de dar tchau, como diriam os Teletubbies. Tchau, adeus, good bye, auf wiedersehen, ciao, houdoe, adieu. 



http://taynalu.blogspot.com



Adeus à Ingrid que vinha se aprisionando, se cobrando pelos deveres que se impôs, aos limites que seu colocou e tratou de tornar sua vida pesada, fadigante.

São anos de altos e baixos, de batalhas internas, de discursos mentais, de buscas por fórmulas prontas. Pra que? Pra tentar dizer a mim mesma que correspondi às mais altas expectativas que colocaram para mim e eu tratei de acolher como se tivesse a obrigação de satisfazer.

Não é mesmo uma M... quando a gente permite a si mesma esquecer quem é e passa a cumprir um papel? Quando deixamos que o limite entre o que sonhamos e o que precisamos fazer seja a culpa?

Pois bem, depois de tanto tempo guardando esse sentimento comigo, acho que consegui dizer a mim mesma que viver incentivando outras pessoas a buscarem seus sonhos não é suficiente. Não para esta canceriana com ascendente em sagitário. 

Pois é. Fiquei remoendo por muito tempo uma grande vontade de rever meus rumos profissionais. Me acovardei. Fiquei pensando no quanto amo estar com meus filhos e que não valeria a pena encarar um emprego de período integral como professora para ganhar menos do que pagaria por uma escola em turno integral para as crianças.

Pensei no quanto gosto de uma liberdade que é relativa; ser dona de casa tem seus momentos, mas realmente não é meu hobby. Pensei no convívio que tenho com meus pais e irmão, na caminhada com os cães, nos livros todos que adoro ler e não sobra tempo - porque fico perdida nos meus pensamentos - em todas as desculpas que pude arrumar. E quanto menos faço, menos tempo tenho...

No fim das contas, as desculpas foram tomando conta de mim. Quando tive as crises de pânico, então, elas reforçaram esse sentimento. - Será que não eram elas que diziam pra que eu parasse de tapar o sol com a peneira, a cortina e as redes de proteção?

Não tenho receio de falhar ao começar a caminhada. Meu medo parecia sempre ser chegar ao primeiro passo, pois estava travada. Até blogar eu andei evitando, pra não encarar que se escrevesse, acabaria dizendo de alguma forma, que não tenho mais tempo a perder com lamúrias, dúvidas e que a coragem que sempre tive continuava dentro de mim, trancafiada, gritando por libertação.

Então de uns dias pra cá, parece que as algemas começaram a ficar mais frouxas. E essa conquista, posso dizer, devo ao apoio profissional, mas principalmente a mim mesma. Poderia ter desistido de ir à terapia, ter me sabotado como em outras ocasiões. Mas parece que dessa vez está acontecendo de um jeito diferente.

Algumas palavras de pessoas queridas fizeram a diferença e elas nem sabem disso. Mas eu mesma tinha de dizer isso. Olhar pra mim mesma diante do espelho e dizer que quero ver aquele brilho nos olhos que sempre tive retornando e tomando conta, pra não poder mais sair de lá.

E é por isso que, agora, chega de perder tempo. Estou me preparando para ir ao encontro do que sempre quis experimentar. Vou voltar a estudar e colocar em prática aquilo que sempre fui craque em dizer aos outros: "Nunca é tarde demais para ser o que você poderia ter sido" 
(George Eliot), dito assim, com letras em verde-esperança.


Imagem: http://liriaporto.blogspot.com


14 pitaco(s):

Nathi disse...

Olá Ingrid,
Sou a Nathália Martins do face.
Amei o texto.
"Não é tarde para se sonhar, o céu ainda é azul, há esperança" (Fernanda Brum).
Temos a oportunidade de recomeçar a cada dia.
"As vezes o confronto dói, mas cura" (Ludmila Ferber).
Parabéns pela coragem. Comece a agradecer pelas conquistas desde já. Faz um bem...
Tenha um ótimo dia.
Beijo*

Chris Ferreira disse...

Oi Ingrid,
obrigada por ser minha amiga e compartilhar seus sentimentos de forma tão inteligente e emocionate.
Ser você mesma, ter as rédeas da sua vida nas mãos, fazer o que sempre quis vai te dar um sensação de liberdade enorme. Seja sempre feliz. E os baixos são importante para valorizarmos os altos.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Sam (@samegui @maecomfilhos) disse...

Minha cara, não te conheço fora do blog/facebook, mas sou sua fã pela sinceridade e profundidade que passa nos seus textos. Deus guie esta nova fase da sua vida!

A mãe dos Gêmeos disse...

Oi Ingrid,
Te conhecí no Face no mamães blogueiras, e adorei seu blog!!!!
Lindo seu post, as vezes temos que dar um basta e recomeçar de onde paramos!!
Bjos
Ana
http://amaedosgmeos.blogspot.com/

Erica Akira disse...

Oi Ingrid, cheguei nessa postagem através do Face da Sam Shiraishi.
Li sua postagem com lágrimas nos olhos, algumas mulheres passam por essas duas fases: a de querer superar as expectativas que fazem sobre nós como mãe de família, e a de querer "se desconstruir", para poder voltar a ser quem era com um PLUS de ser também mãe (e não somente A MÃE).
Também estou passando por essa segunda fase a alguns muitos meses e sua postagem tocou fundo em mim.
Deus te guie!
E que Ele nos dê forças nesse recomeço.

CeciLia disse...

Ingrid,
é tão engraçado ler teu desabafo assim... eu, que - amiga de tantos anos - sempre te vi desse jeito, corajosa, determinada, pensante e livre... por isso, acho que só tu não estavas conseguindo enxergar essa que todo o mundo via.
Parabéns pela decisão. Ser sempre melhor do que se foi ontem, uma boa meta. Beijo com carinho
Cecilia

Adriana disse...

PARABÉNS INGRID!!!

Nine disse...

Ingrid, desejo muito sucesso nessa nova fase! Um super beijo!
Nine

gisele.artes disse...

Coisa boa Ingrid!!!! Estou sempre na torcida!!! E sou tua fã!!! Bjocas e muitos VIVAS \O/ pra vc!
Gi

Aline Silva Dexheimer disse...

Meu nome é Recomeço! risos...
Força, recomeçamos todos os dias!
Siga em frente!
Beijos.
Aline

Viviane disse...

Ingrid desde a 1ª vez que entrei em seu blog e li um texto seu me identifiquei muito contigo. Sei como você se sente e como é importante a gente conseguir dar este primeiro passo e decidir o que quer. Estou aqui te acompanhando e torcendo por ti e sua família. bjs

Amanda Lemos disse...

Tudo muito interessante por aqui,
Gostei muito mesmo.
E te convido para conhecer meu espaço, caso queira dar uma olhada, seguir..;

http://www.bolgdoano.blogspot.com/

Muito Obrigada, desde já.

Ju Dalzoto disse...

Oi Ingrid!!!

Gostei muito de ler este post! Tem algo bom por aqui, uma energia diferente mesmo! Sinto que vc está bem confiante do que quer e tem forças para seguir em frente!

Fiquei muito felliz com seu comentário outro dia lá no blog! Estamos esperando vcs! Será ótimo recebe-los!!! Não se preocupe com presentes! Ver a Lari e o Caio juntos será o maior presente para o Lucas nesta nova fase de nossas vidas ;)

Beijos, querida!
Tenham uma ótima semana :)
Ju

Paulo Lima disse...

Tem o meu apoio incondicional, sempre! E vamos em frente...
Beijos do Maridão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...