Me perdoa, mas...

Tá difícil de perdoar aqueles velhos hábitos, que fingem ser de brincadeira, mas estão sempre espezinhando e comentendo injustiças. Sim, aqueles mesmos que podem parecer engraçados quando são vividos pelos outros, mas que quando cometem contigo já não são tão legais.

Imagem tirada de: http://www.apodi.info


Sabe por que é tão difícil? Porque se perdoar é esquecer, mas continuas fazendo, fico relembrando.
Pensei que com o tempo, a aprendizagem, a dedicação, a mentalização e até as tentativas de evolução, pequenas coisas passariam "batidas" por mim, mas não é bem assim.

Tenho tentado em vão engolir e calar coisas que pensei que fossem modificar-se naturalmente, com a maturidade. Mas descobri que é diferente deixar passar de reviver a todo o momento.
Por isso, peço perdão. Chegou o momento de dizer pra mim mesma, honestamente, que não vou mais calar diante das frases feitas, das poses, duma superficialidade que desqualifica as pessoas. Eu quero é mais, quero melhor e sei que mereço isso, porque não sou rasa.
Não quero ser a dona da verdade, apenas quero ser justa comigo e com os outros... Porque é dureza a gente se sentir distante, quilômetros de quem se ama e não reconhecer mais a amizade de outrora. O encanto do encontro de almas e da conversa que fluía.

Estou afim de que brotem as sementes das flores, não das ervas daninhas... Por isso, aqui estão as opções: guardar ressentimentos, ou aceitarmos, ambos, as críticas e tentarmos dar as mãos para continuarmos a trilhar nesta jornada.

Para isso são os amigos, não é mesmo? - Para dizer e ouvir as verdades uns dos outros... Topas?!  Estou de coração aberto pra essa experiência...






.........................................................................................

Esta é minha participação atrasada até demais na blogagem coletiva Sentimentos/Emoções proposta pela Glorinha, do Café com Bolo .

......................................................................................

"SEJAM HONESTOS E CORRETOS E TRATEM UNS AOS OUTROS COM BONDADE E COMPAIXÃO." Zacarias 7.9

2 pitaco(s):

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

Eu estou sem palavras....Em uma semana que ando introspectiva ,esse texto me disse muito,disse coisas que eu queria dizer a algumas pessoas.. enfim..mexeu cmg.Muito..
Bjs,otima sexta...

Tati Pastorello disse...

Ingrid, pode ter tardado, mas valeu muito à pena. Que grande texto. Vou ler de novo, por que gostei muito mesmo. Acho que tem uma hora que precisamos colocar na balança. E podemos até perdoar, mas tem coisas que vale mais à pena seguir em frente. Tem perdões com aqueles com quem pretendemos continuar a conviver, neste caso não dá para carregar esta mochilinha de ressentimentos. Pesa muito! E tem aqueles que o melhor é simplesmente seguir em frente!
Beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...