Supernanny sugere a Bíblia como guia educacional e rejeita a Psicologia?

Li no site Irmãos. com (Fonte: LPC / Gospel+ Via: Notícias Cristãs - Contribuição: Silvia Saron) que a Supernanny brasileira, Cris Poli, em palestra na cidade paulista de Barueri, crê que as famílias devam balizar a educação de seus filhos na palavra de Deus: "a família precisa viver a palavra de Deus", é a sua sugestão para encontrarmos o equilíbrio difícil entre a rigidez e a permissividade.

Ela disse que mesmo as famílias cristãs não têm conseguido fazer nem o beabá da educação, como agradecer pelas refeições e orar antes de dormir. Ela deu algumas pinceladas de onde procura idéias de como guiar as crianças: ter voz de comando, organização, qualidade de tempo com os filhos e cumplicidade entre os pais, foram algumas dicas da superbabá, que diz encontrar todas essas idéias no livro de Provérbios.

No site fala-se em ela não concordar muito com a visão educacional da Psicologia, não aprofundando muito o assunto, mas... Como negar que a Psicologia trouxe contribuições importantíssimas para a criação de nossas crianças? Justamente uma educadora experiente dizendo isso? - Achei muito estranho!

Concordo plenamente que as famílias cristãs têm na Bìblia uma bússola para seguir um caminho equilibrado, mas daí a rejeitar o conhecimento e as conquistas de uma área tão importante como a Psicologia??? Alguém me explique isso, por favor!

7 pitaco(s):

Juliana Dalzoto disse...

Realmente, acho que não podemos deixar a psicologia de lado quando o quesito é educação dos filhos.
Mas, por outro lado, não tinha me dado conta de que estes ensinamentos "cristãos" fazem partem do nosso cotidiano aqui em casa... rezamos antes do almoço para agradecer e tb antes de dormir (a propósito, adoro ouvir o Lucas rezando!). Mas não leio os provérbios nem nada, apenas dou continuidade aos hábitos que trouxe de casa...

Unindo tudo, quem sabe, não fica um modelinho bem legal neh?!

Tati Pastorello disse...

Amiga, aí que vejo a grande falha de religiões ou da ciência. Por que caminharem separadas? Uma coisa leva a outra. Claro que tudo depende da fonte em que se bebe. Se o texto era religioso, quer dizer, a visão que queriam dar era essa. Eles filtram o que não lhes interessa dizer. Este texto não condiz com a figura que vemos no programa, certo? Adoro assistir, e acho que há muito de psicologia ali sim, e duvido que ela não tenha nenhuma formação na área. Não faz sentido!
Beijos.

Sarah disse...

Nossa, também me surpreendi com essa. Eu achava que a base dela era a psicologia!
Nada contra em incutir os ensinamentos religiosos, mas as duas áreas podem se complementar na educação dos pitocos.
beijo!

Fe Piovezani disse...

Olha, falando sério: de Bíblia eu não entendo nada, mas respeito e acredito! Mas daí, até usar uns meios arcaicos e sem noção paraa educação, aí não concordo. Ouvi uma vez de alguém assim: Deus evolui...
Se Ele evolui ou não, não sei, mas que eu gosto de acreditar nisso, isso sim.
~´E como meu post de ontem, que o babaca do vereador aqui de sorocaba quer acha que bater com vara de marmelo é a melhor solução, e el usou a Bíblia pra dizer isso, hein!
beijo p vc !

Nine disse...

Apesar de ser cristã, não uso a bíblia como um todo para balizar a educação da minha filha, apenas o novo testamento e, claro, os 10 mandamentos já dão um trabalho danado...rsrsrsr, mas sou daquelas que desconfiam dos psicólogos...não gosto, sei lá, apesar de conhecer vários e me dar bem com eles...sigo na tentativa e erro...

bjos!

Marcia disse...

Poxa, grande surpresa isso... e eu achando que ela era A psicóloga...

Bjks

Anônimo disse...

luciene
comcordo.pois jesus é o meu psicologo.
bjks
lu

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...