Vida simples na cultura da família


Hoje li do IG Delas que ter pais e livros em casa é muito mais produtivo que uma agenda lotada de atividades para as crianças. Uêpa! Tá na hora de levar a loira pra escola, já volto...

1h30min depois... Retomando o assunto...

Ler é tudo de bom e todo mundo tem uma idéia de que isso é verdade. Lemos blogs, jornais, revistas, muitas coisas pela internet. O acesso é fácil e muito prático, já que muitos dos artigos encontram-se gratuitamente disponibilizados. Mas ler livros e tê-los em casa é o que faz mais diferença, segundo a pesquisa citada no site.

Mais que isso, eu diria que ter pais que leiam diante e com os filhos é o que faz mais diferença, além de aumentar o grau de educação, aumentando a intimidade, o diálogo que pode acontecer depois e durante as leituras em família... Sim, eu sei, livros custam caro. Mas nosso país é repleto de bibliotecas públicas e as bibliotecas escolares a partir de agora (pasmem!) serão obrigatórias em escolas públicas tanto quanto nas particulares.

Ler é bom, desenvolve a imaginação, a criatividade e é uma forma muito gostosa de viajar pelo planeta (pela galáxia!), pela história, gastronomia, política, mitologia... brincadeiras com fantasias feitas pelas crianças ou compradas ajudam a vivenciar as leituras nas brincadeiras enfim, assuntos não vão faltar!

Poder sentir nas mãos as páginas de um livro é uma das formas de estimular os sentidos, também. Quem nunca viu aqueles livros peludinhos, ou com sons, com ranhuras e que as crianças bem pequenas adoram? - Os livrinhos de cosméticos agora trazem páginas que ao toque, exalam perfumes. E também o olhar fica atento às figuras bonitas, diferentes das costumeiras e faz o coração acelerar ou diminuir a velocidade diante de paisagens, pessoas, cenas captadas por lentes e telas que são reproduzidas nas páginas de publicações. - Quem nunca ficou com água na boca diante duma foto de prato bem colorido de salada, de doce ou salgado?

Enfim, aqui em casa estimulamos a ciranda dos livros. Trocamos, emprestamos, herdamos, passamos adiante, retiramos na biblioteca da escola e fazemos questão de um hábito simples, que é a leitura antes de dormir. Aqui, a brincadeira associada é que a leitura faz a gente ter bons sonhos. Eu creio nisso!

Assim, a Lalá quis ler e se esforçou, sem grande ansiedade, até conseguir decifrar algumas palavrinhas, antes mesmo de chegar à primeira série, onde lê, agora, fluentemente. No vácuo, o Mano também adora herdar os livrinhos que só têm imagens e já tenta, do seu jeito, explicar o que vê, apontando com seus dedinhos e enrolando a língua pra se fazer entender.

Ambos têm seu "cantinho da leitura", prateleiras com seus livros preferidos. Também vamos com eles a feiras do livro, livrarias que tenham contação de histórias e mesmo as que não têm, para que conheçam a diversidade.

Então, acho que a leitura estimula o diálogo também. Assim como o passeio, o turismo, até a fotografia, pois às vezes fotografamos as crianças lendo (ih, vou ter de procurar aqui pra provar, mas deve estar tudo no DVD, não no computador!!!). E até os desenhos que fazem são cheios de detalhes, pois fazem questão de lembrar do que foi lido ou do que desejam inventar numa história que criaram a partir de uma leitura anterior.

Pra finalizar, acho que é mais simples o exemplo do que o discurso, as crianças sempre nos vêem com livros, revistas, jornais, palavras cruzadas, se interessam por saber o que lemos e uma coisa que não imagino ouvir deles é que estão de saco cheio por terem leituras para realizar para a escola.
* Lei que exige criação de bibliotecas atinge maior parte das escolas. http://ow.ly/1ThLb

11 pitaco(s):

Lu Souza Brito disse...

Livros e pais presentes! Não há melhor "presente" para os filhos!

Micheli disse...

Eu também creio em tudo isso! Aqui em casa os livros também são importantíssimos desde sempre. Assino em baixo tudo o que vc falou.
Um beijo.

Camila disse...

Concordo super! Aqui em casa é igual! Na escola das crianças, tem uma biblioteca circulante: cada criança compra um livro no início do ano para ficar na escola e eles vão trocando toda semana. Na sexta feira, vem sempre um livro novo de um amigo para passar o fim de semana e ser contado inúmeras vezes, acho o máximo essa idéia! No final do ano, cada criança traz de volta o livro que adquiriu, legal, né?
Adoro o seu blog!
Bjos,
Camila
www.mamaetaocupada.blogspot.com

Paula Betzold disse...

Ingrid, a dudinha ama livros... pior é contar a mesma historia oitenta vezes... mas é mto engraçado quando ela resolve contar... Outro dia ela pegou o livro dos tres porquinhos... eles dançavam ballet, e comeram a maçã envenenada... Q mistura hein!? Literalmente uma sopa de letrinhas!
Lembro quando ela era RN, tomava banho naquelas banheirinhas, que ficavam no escritorio, debaixo de uma estante, desde essa época ela ficava fissurada vendo os livros... olhava pra estante enquanto tomava banho e viajava... vai ser intelectual essa minha pequena!
beijos!

Marilisa Peeters disse...

Me vi na tua postagem...acredito que os filhos aprendem por estimulo dos pais e aqui em casa somos todos devoradores de livros. Minha filha, hoje com 09 anos, pegou o gosto pela leitura através de gibis, mas depois deus hábitos ficaram mais "saudáveis" e ela pega um livro novo a cada semana na biblioteca da escola, assim como o mais novo de 06 anos que pulou a fase dos gibis e foi diretamente para os livros.
Linda postagem.
bjs

gisele.artes disse...

Eu já dei a ideia pras professoras mas até agora não tive resposta. Que tal a gente criar o dia do livro, assim como tem o dia do brinquedo? Cada criança leva seu livro favorito pra escola e depois da merenda, cada um vai pegando seu livro e mostrando pro colega. A professora nem precisa ler, basta as crianças trocarem de livros, ali na sala, mesmo. Cada um conhece algum livro novo e o pq da colega ou do colega gostarem tanto dos livros!!! Só olhar livros tb é leitura, leitura visual, super importante tb!
Tá lançada a ideia! Alguem topa?
bjos, gi
www.kidsindoors.blogspot.com

Desconstruindo a Mãe disse...

Apoiado!
Vamos fazer campanha na porta da sala de aula e até na lanchonet,e nosso bat-local! Hehehe!
Como da outra vez, creio que unidas venceremos!

Betty Mello(Tecendo Histórias e Canto do Conto) disse...

Concordo ! Deixei um comentário enorme lá no Kid indoors que tem a ver com o que vc aborda aqui. Crianças seguem exemplos e não as palavras ( se fosse assim não precisaríamos "repetir mil vezes" algumas coisinhas...Adorei o blog, parabéns ! Venha nos conhecer ( http://canto-do-conto.blogspot.com e http://tecendo-historias.blogspot.com ...entre outros !) Bjs carinhosos, Betty

Chris Ferreira disse...

É isso mesmo. Aqui lemos muito.
Ontem a minha filha mais velha pegou o livro que eu estava lendo para a mais nova e falou: adoro cheiro de livro.
Pais e livros em casa realmente fazem total diferença.
Ótimo post como sempre.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Carol Garcia disse...

Vivo lendo. E uma mana que tenho é ler mais de um livro por vez. Minha cabeceira sempre tem dois livros sendo mexidos.
Isaac já pegou a mania. Quando entra no quarto vai direto a estantezinha e já despeja dois ou três livrinhos no chão.
Outro dia chegue na escola e a "tia" do berçário disse que ela estava levando livros pra ele todos os dias, pois ele pedia.
Num outro, tive a excelente noticia de que agora ele conta as histórias pros bebês menores.
Qdo vamos ao wal mart ele olha pra mim e fala "vivo, mamãe, vivo" e lá vou eu pra seção de livros escolher um novo pra coleção.
bjo bjo
carol
http://viajandonamaternidade.blogspot.com

Chris Ferreira disse...

Oi Ingrid,
tem selinho para você lá no http://inventandocomamamae.blogspot.com/
beijos
Chris

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...