Dia D, de Drummond

Drummond é um autor que tem a cara do nosso país. Cheio de sentimento, mas ao mesmo tempo capaz de traduzir com simplicidade o que queremos dizer. Um gênio, na minha opinião.






Tem uma campanha rolando sobre homenageá-lo com o Dia D, de Drummond, uma forma muito bonita de reverenciar o seu talento e o legado desse verdadeiro artista das letras.






Vanessa, do Fio de Ariadne, convocou o pessoal a participar como pudesse e aqui está a minha participação, com um poema que eu gosto bastante:













Imagem: http://eradaessencia.blogspot.com




















Imagem: http://www.usamorningtime.com
Quando encontrar alguém e esse alguém fizer
seu coração parar de funcionar por alguns segundos,
preste atenção: pode ser a pessoa
mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento,
houver o mesmo brilho intenso entre eles,
fique alerta: pode ser a pessoa que você está
esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo
for apaixonante, e os olhos se encherem
d'água neste momento, perceba:
existe algo mágico entre vocês.

Se o 1º e o último pensamento do seu dia
for essa pessoa, se a vontade de ficar
juntos chegar a apertar o coração, agradeça:
Algo do céu te mandou
um presente divino : O AMOR.

Se um dia tiverem que pedir perdão um
ao outro por algum motivo e, em troca,
receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos
e os gestos valerem mais que mil palavras,
entregue-se: vocês foram feitos um pro outro.

Se por algum motivo você estiver triste,
se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa
sofrer o seu sofrimento, chorar as suas                                  
lágrimas e enxugá-las com ternura, que
coisa maravilhosa: você poderá contar
com ela em qualquer momento de sua vida.

Se você conseguir, em pensamento, sentir
o cheiro da pessoa como
se ela estivesse ali do seu lado...

Se você achar a pessoa maravilhosamente linda,      
mesmo ela estando de pijamas velhos,                              
chinelos de dedo e cabelos emaranhados...

Se você não consegue trabalhar direito o dia todo,
ansioso pelo encontro que está marcado para a noite...      

Se você não consegue imaginar, de maneira
nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado...

Se você tiver a certeza que vai ver a outra
envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção
que vai continuar sendo louco por ela...

Se você preferir fechar os olhos, antes de ver                             
a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes
na vida poucas amam ou encontram um amor verdadeiro.

Às vezes encontram e, por não prestarem atenção
nesses sinais, deixam o amor passar,
sem deixá-lo acontecer verdadeiramente.

É o livre-arbítrio. Por isso, preste atenção nos sinais.
Não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem

cego para a melhor coisa da vida: o AMOR !!!            




De pijamas e peruca escabelada!
Owwwnnnnn!
Está chegando o nosso aniversário de casamento no civil, @paulodedalus!!!

5 pitaco(s):

Fê Iasi disse...

Linda participação gaucha, a tua cara. Bjo!

Mamãe do Matheus disse...

Que linda homenagem do Drummond amiga.
E essa fotinho tua e do Caio...que graça!
Hum...aniver de casamento!Obaaa!!!
Tem que rolar comemoração hein?!
Beijos e boa semana para vcs!

Fernanda Reali disse...

Apaixonado e preciso, como sempre são os textos de Drummond.
beijooooo

Carol Ambrogini disse...

Fazia tempo que não lembrava de Drummond. obrigado por t~e-lo colocado no meu dia hoje!

Chris Ferreira disse...

Oi Ingrid,
Drummond é pura emoção. Adorei o poema que você escolheu.
Eu fiz a minha participação focada nas crianças e usei um livro da Ana Maria Machado para falar do Drummond.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...