Dando um jeito na fila

Geeente, eu tentei. Já fui sabendo que seria uma disputa concorrida para conseguir entrar, mas queria muito ir com as crianças assistir algum filme no final de semana. Caio queria ver Carros 2; Lalá, a estréia dos Smurfs.

Depois de vários dias trevosos - sim, porque só se via cinza e chuva nessa cidade -, saímos no sábado de sol para dar um passeio e acabamos vendo que todo Porto Alegre se encontrava nas praças e parques. Como foi chegando o fim da tarde, nos dirigimos para um shopping. Cinema aqui, não se vê mais nas ruas, como na minha infância e eu, que detesto shopping, me rendi.

Cheando lá, a fila estava como sempre num final de semana em que a previsão do tempo era caótica e tínhamos várias estréias disponíveis. Fila grande, crianças inventando milhares de coisas pra se distraírem enquanto esperávamos pela nossa vez. E, quando conseguimos... Carros 2 não está mais no circuito, assim como Kung Fu Panda 2, que ele também toparia numa boa. Mas os Smurfs... Nem pensar em ter ingresso! - Uau, a frustração da loira foi tremenda!!!



Imagem: Folha.com


Conversa daqui, ajeita dali, fomos então dar uma espiada em presentes pro dia dos pais e veio a idéia: vamos encontrar algo beeeem legal!!! As lojas estavam cheias e encontramos ofertas bem interessantes, considerando-se que agora a disputa é para ver quem dá o presente mais bonito. Os dois querem dar presente, então vamos ter critérios!

Chegar a uma Loja Renner e ver aquele monte de adultos, roupas coloridas, deu um gás na minha turminha. O Caio, sempre tímido de chegada, resolveu fazer estrelinhas e contar pras pessoas que faz capoeira - na apresentação do dia dos avós, no entanto, ele "travou"e custou a fazer qualquer coisa! - e a Lalá, por sua vez, descobriu que é possível, tornar divertido, sim, aquele momento em que mamãe fica comparando preços ao desmontar um manequim. 


Conhece a cena?



Confesso que minha reação seria de dar um "presta", mas não consegui. Chorei de rir, muito, especialmente porque depois ela ficou muito sem jeito de não conseguir colocar a mão de volta e que aparecesse um funcionário pra bronquear...



Folia com o manequim!

E agora?



Ai, meu Deus, vem vindo a funcionária!!!

E aí que vem a segunda parte: entrar na fila para pagamento! Vocês imaginam o ânimo que dá quando se vê essa imagem?


Felizmente não esperamos por mais que 5 minutos!

Sabe-se lá o motivo, o Caio resolveu encrencar com um menino que estava na fila com sua mãe. Resolveu dizer que não era pra chegar perto de mim, que eu era dele. 

Essa mamãe é minha, viu?

Aí a manina resolveu brincar e chamar o Caio pra fora da implicância com o gurizinho, mas... Olha no que deu!

Xiii, escapou!



Felizmente, depois dessa tinha mais uma fila em que eles queriam entrar, a do sorvete. Mas rtive a idéia de procurarmos em outro lugar, mas nesse dia parecia mesmo que estávamos fadados a ficar na "bicha", como dizem os portugueses. Só encontramos o tal sorvete de casquinha no drive-thru de uma rede de lancherias em que, enquanto aguardávamos tentando ao máximo nos distrair (devo ter ficado meia hora na fila...aff! So mãe!!!), descobrimos que havia uma ninhada de camundongos... e, enquanto eu questionava a higiene do local, meus filhos achavam o máximo ver que nossa cidade tem "animais selvagens"... Hehehe! 

Passamos no super (que os supermercados em POA no domingo fecham cedo!) e pegamos uma pizza, porque ninguém mais queria esperar por nada nesse dia.

Depois dessa tarde e início de noite, só o que queria era um bom banho... Como vocês enfrentam as filas com sua meninada?

6 pitaco(s):

Paulo Lima disse...

Muuuito bom o post! Realmente, às vezes não dá pra dar bronca, tem que rir mesmo. Queria estar junto pra ver a reação da Lalá quando a mão do manequim saiu!!! As fotos estão ótimas. Bjs!
Paulo
www.incubandoideias.blogspot.com

Fernanda Reali disse...

Me identifiquei. Quem nunca passou por isso? Tento planejar ao máximo para evitar filas, seja em lojas, cinema e aeropoto. Nem viajo mais em julho, evitamos sempre e buscamos o contrafluxo do movimentão, só que ás vezes é inevitável.

Dicas: revisitinhas da Mõnica, Nintendo DSI, coisinhas mastigáveis, papel e lápis para jogar Stop e forca. Tem dias que funciona, tem dias que não funciona.

Amei o blog.

beijoooo

fernandareali.com

Di disse...

Oi moça! Sabe que dizem que paulistas são apaixonados por filas né? Não pode ver uma que entra, mesmo se for pra tomar injeção! hahaha voce descreveu um programa paulista classico :)

Dany disse...

Eu tento evitar o máximo ficar na fila com Caio, mas às vezes, não tem jeito. Aliás, sou como vc, odeio shopping! E que saudade de cinema fora de shopping.

Ana disse...

Caramba não suporto fila. Evito ir em qq lugar que tenha. Mas caso seja ultra necessario utilizo, balas, revistinhas, ds, jogos do telefone, canto, danço...
Mas já passei por muitas como essa da Lalá com a mão do manequim!!!ai, ai

Um espaço pra chamar de meu disse...

Enfrento filas grandes ouvindo muitas reclamações e protestos, "vamos embora", "voltamos depois"...
Segunda 15/08 fomos ao shopping para comemorar o aniversário do Daniel, ele queria comer no MC Donald´s, mas a fila estava tremenda,consegui convence-lo a ñ ficar nesta fila,rsrsrsrs...
Em janeiro enfretamos uma fila com mais de 200 pessoas na porta do Teatro Municipal, queríamos ver os paineis de Portinari Guerra e Paz, eles protestaram,mas disseram que valeu a pena, ficaram encantados com o teatro e com a obra...
É um exercício de paciência ficar em fila com crianças, precisamos dominar esta arte,rsrsrs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...