Vejo flores em você!

Imagem: Google Images
"Nessa vida passageira
Eu sou eu, você é você!
Isso é o que mais me agrada,                 
Isso é o que me faz dizer...
Que vejo flores em você!"

Minha gente amada, não tenho palavras pra descrever como foram importantes a participação ativa e as palavras de cada pessoa que leu o post anterior e a entrevista no blog da Patricia Viale. Sou muito grata meesssmo.


Eu vou admitir aqui: estava com medo. Medo de encarar novos desafios, de dar a cara a tapa num novo trabalho, de dizer que não sei se estou fazendo bem o suficiente. #prontofalei

E de onde vem esse medo? De estar há 7 anos envolvida plenamente com a maternidade? De ver se repetir a cena de quando voltei a trabalhar e a Larissa era bebê, ver que não foi legal pra ela eu trabalhar lecionando à noite? De ver que eu posso gostar de trabalhar tanto quanto gosto de ser mãe em tempo integral? Do bullying materno (rsrsrs)?

Pois é, eu estava amarelando. Deve ser natural, em tudo que é novo, esse receio do desconhecido, ainda que desejado e saudável processo de desacomodar as coisas.

Mas a turma do vamos colocar a mulher pra cima apareceu e mostrou sua força! E só posso dizer que estou muito grata pelas palavras de incentivo, pela torcida, pelo que disseram conhecer de mim através do blog - a gente vai criando uma intimidade absurdamente boa, não é?!  E quero dizer que meu fim de semana foi feliz.

Pude tirar uns dias com meu Mano e conversamos, rimos, falamos sério, fomos também passar a tarde de domingo na praia com os primos e recarreguei a bateria para encarar de frente os desafios, com a confiança de que tenho uma porção de amigos e bem mais forte posso cantar, mas não uma canção do Roberto Carlos, mas do Ira:






6 pitaco(s):

Naiara Krauspenhar disse...

Bom quando vem a patrulha nos ajudar né?
Incrível o que a blogosfera pode fazer pela gente...
Fico feliz de vê-la mais animada.
BJoooo

Bianca disse...

Que bom que está mais animadinha.
Tem selinho pra vc no blog, tá?
Bjinhos no coração!

Glorinha L de Lion disse...

Ingrid querida, sem nossos amigos, o que seria de nós? Legal vc ter aceitado o desafio....olha, quero te agardecer as dicas que tem me dado. Acontece que alguns prêmios como o SP de literatura, por ex, só pode se inscrever quem tem o livro pronto e publicado...então já estou de fora desse tb. Tudo é muito complicado pra quem tá começando...Mas te agradeço demais sua preocupação e carinho comigo. Beijos,

MÃE DO GUI disse...

Que bom que se animou! O importante é seguir em frente fazendo o que realmente gosta...Entrei em conflito esses dias e isso passa!

Mariana Hart disse...

Ela me-re-ce! Ela me-re-ce! Ela me-re-ce! Ela me-re-ce! Ela me-re-ce! Ela me-re-ce! Ela me-re-ce! Ela me-re-ce! Ela me-re-ce! Ela me-re-ce! Ela me-re-ce! Ela me-re-ce! Ela me-re-ce! =))

Nine disse...

Oi Ingrid! Eu li sua entrevista e não pude deixar de te admirar!

Um nova etapa iniciou, muitas mudanças, muitos desafios e muita instrospecção, que eu considero essenciais para o amadurecimento!

Boa sorte!
Beijos,
Nine

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...