O que tem a ver uma coisa com a outra?

Não tem como ficar de fora da comoção que o atropelamento seguido da morte do jovem Rafael, filho da atriz Cissa Guimarães. Que mãe não consegue ficar solidária neste momento de dor? Mas o que dói também é ver que a imprensa consegue ser nojenta em momentos como esse, com a desculpa de que o povo gosta de saber das celebridades!

Noticiar, claro, é parte do trabalho. Agora expor imagens do velório, do caixão, de momentos que deveriam ser íntimos, apesar de tantos artistas conhecidos terem comparecido ao local... Simplesmente desnecessário!!!

Respeito à dor dos familiares e amigos - será que é pedir muito?

Sou uma anônima convicta e desejo assim continuar, só que imagino que ter de sair pelos fundos do cemitério/crematório mostra que a pessoa percebe que ao perder o filho vai ter sua vida devassada.

Quando procurava pela imagem que aparece nesse post, digitei o nome da atriz e o que seguiu foi uma avalanche de assuntos misturados, como posar para revistas masculinas, com a violência que atingiu a família dela. Em alguns textos, inclusive, dava pra perceber que há quem deixe nas entrelinhas que por ela ter feitos fotos sensuais estaria sendo punida com a morte do filho.


Caramba... Tem gente muito louca nesse mundo!
 

9 pitaco(s):

Tati Pastorello disse...

Tem gente muito louca neste mundo! E tem jornalista que acha que fofoca da tia Mariquinha é notícia... triste. Tudo!
Beijos.

Associação Chico Viale disse...

por estas e por outras é que dá vergonha de dizer que se é jornalista. hoje qualquer um pode pedir registro da profissão. é uma vergonha, uma agressão!

Carol Garcia disse...

A imprensa realmente virou uma grande salada que fica difícil até escolher a que meio recorrer.
Concordo com você. Acho que deveria haver um limite, com base no respeito e no que é realmente necessário ser mostrado ou não.
Fofoca é um atraso pra comunicação.
bjo

Talita disse...

O que vale nessa hora é o bom senso de quem lê, porque gente para falar mal, ou escrever besteira, é o que mais tem.

Tem selinho pra você lá no blog, depois passa lá pra pegar. http://sonhodetalita.blogspot.com/2010/07/selinhos.html

Beijos.

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

è fogo..lamentavel mesmo..as pessoas nao respeitam nem a dor dos outros....é por essas e outras que sinceramente eu nem ligo a tv...ontem mesmo eu tava conversando com meu marido sobre isso(ele é viciado em tv,assiste qlquer porcaria... ;-( )
faz uns 3 meses que eu nao paro na frente de uma tv nem por 5 minutos..a nao se rp ver dvd com o Enzo ,claro...noticas eu so vejo na net..rsrs..eu sei que é exagero meu,mas...nas veze sque ligo ,sempre me arrependo..rsrs..
Bjossss,um otimo fim de semana p vc!
;-)

Desconstruindo a Mãe disse...

Também tenho preferido pesquisar na internet do que assistir TV, mas curto também, às vezes, notícias no rádio...

TV, só pra filmes e seriados e olhe lá!

Déia. disse...

Ai amiga, olha, fiquei chocada com essa noticia sabe. E fiquei muito comovida com a maneira que aconteceu tudo isso!
Mas concordo com você o quanto a TV é nojenta quando é para ganhar ibope mesmo que para isso tenha que expor pessoas em seus momentos mais intimos.
Um nojo...
bjs

LUA disse...

Menina!!Acabei de encontrar seu blog no da Lia, do "1,2,3 sacos de farinha", me atraiu pelo nome, ai cheguei aqui e vi o post que eu tinha pensado em falar hj!!rsrsrs Exatamente esta ideia de exploração da midia em cima da dor do outro, assim foi com ela, com a coitada da mãe da Isabella Nardoni, e muitas outras marcadas por tragedias na vida...

Só as mães são felizes!
www.coisa-de-mae.blogspot.com

Clauo disse...

Oi Ingrid
Concordo com vc...eles exploram ao maximos estes tristes episódios.
Bjks

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...